Momentos de Mensagens e Poesias

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

FOI NO MÊS DE MARÇO

Te vi pela última vez,
Em cada minuto,
Lágrimas que percorria,
um coração sem destino,
A saudade de cada um,
Nesta estrada sem chão.

Do abraço que restou,
Do olhar que ficou,
E ali,
Por muito tempo permanecerá,
As marcas daquele abraço,
E hoje não sei o que faço.

Teu jeito quieto,
De um sorriso desconfiado,
Teu corpo cansado,
De uma voz em silêncio,
No meu pensamento,
Não sei com que preencho

Em cada ano um pedaço,
Em cada lembrança uma saudade,
E na saudade uma lágrima,
Que percorre na minha face,
Deixando marcas de momentos,
Que um dia deixei lá atrás.

De um homem de idade,
De caminhos de vitorias,
Que caminhava com passos lentos,
E hoje meu coração se tormenta,
Quando chega este dia de março,
Eu não sei mais o que faço.

Peço aos meus filhos que me deem um abraço,
Como o abraço que aprendi,
Peço aos meus filhos que me ouçam,
Como ouvi aquela voz cansada,
Que apertem a minha mão,
Como a mão que apertei.

E no fim,
Sem voz, sem sentido algum,
Sem pegadas e sem abraços,
Eu descobri,
Foi no mês de março que te perdi,
E hoje,
guardo em minhas lembranças,
aquele ultimo abraço,
no mês de março.


(Ivanderlan Siqueira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário