ESPELHO

Quando eu era menino,
tinha uma sina,
queria brincar.

E nas minhas andanças
pela vizinhança,
uma outra criança
veio me apresentar,
apresentar uma mulher,
com sua fé,
vinha me alegrar,
alegrar com seus conselhos,
e sobre um espelho,
com seu reflexo
veio me mostrar;

Ser direito
é um respeito
que nem o tempo pode apagar.

(Ivanderlan Siqueira)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ROUBA BANDEIRA