O MENINO CRESCEU

Ei menino
Vem aqui
Deixa de malinar
Ei menino
Deixa de ser maluvido
Não corre não
O meu coração não vai agüentar
Vem cá meu filho
Eu quero te fazer um aconchego
E no meu peito te guardar.

Ei menino desce do pé de Embu
Cuidado com os galhos das injurias
E o fruto da inimizade
Não vá tão longe
Aonde os meus olhos
Não pode avistar
Sou velho, sou teu amigo
Sou teu pai
muito mais do infinito.

Ei menino
cadê você?
Não ouço o som da tua voz
E nem o arrastar da tua sandália
Teu pião
Tá guardado
E cada vez que pego
Pra rodar
Cai uma lágrima no chão.

Ei menino
Desculpa-me
Ei rapaz
O menino cresceu.

(homenagem a todos aqueles que têm seu pai distante)
(Ivanderlan Siqueira)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ROUBA BANDEIRA