OS TEUS OLHOS É A MINHA ESTRADA

No ventre entre as mulheres
Tu és minha estrada
Ensina-nos a caminhar
Na direção de um horizonte
Na busca de uma felicidade
Os teus olhos é a minha estrada.

Acreditamos na capacidade
De seguir outras estradas
Surgem as pedras das acusações
Os espinhos da falsidade
A areia movediça da desonra
Ah! Mamãe
Os teus olhos é a minha estrada.

No frio das mentiras ocultas
Na lua escura da ilusão
Tornamos cegos dos próprios cegos
Sem enxergar a sua direção
Ah! Mamãe
Nome doce como o mel
Amargas como o fel
É a tua preocupação
Os teus olhos é a minha direção.

Perdido no mundo
Sem abrigo e aflito
Sem amigo e desconhecido
Ah! Mamãe
Os teus olhos é a minha direção

Ah! mamãe
Aprendi com os meus erros
Conhecer o verdadeiro amor
Tinha em casa o mapa da felicidade
Em vão procurei com ansiedade
Os teus olhos é a minha direção.

(Ivanderlan Siqueira)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ROUBA BANDEIRA