SOBRAS DO ANO VELHO

O ano que se passa
O ano já se passou
Sobre uma mesa
a confraternização
Muitos pedidos
Outros nem citados.

Emoções
Fantasias
Felicidades
Amor
Paz
Alegria
Realizações
É o que falta?

E o perdão?
O ressentimento
nem um momento
Deixou de ser uma magoa
Guardada no coração
E a humildade?
em que prato foi servido, ou foi esquecido?
Sobras do ano velho
Na mesa da confraternização
Restaram
Restaram pedir perdão
Restaram ter humildade.

Calma!
Ainda há tempo
Inicia-se um ano novo
Basta,
Simplesmente um toque
Um toque em teu querer
Querer ser
perdoado e perdoar
Ser humilde e esquecer o passado.

(Ivanderlan Siqueira)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ROUBA BANDEIRA