Enquanto a inspiração tocar em meu ser,
usar minhas mãos,
desdenhar as palavras em verso.
E a íris dos meus olhos
transcrever e discernir,
sempre escreverei um verso.

(Ivanderlan Siqueira)


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ROUBA BANDEIRA