ERA UMA MENINA, DEREPENTE UMA MULHER

uma ligação perdida
retornei a ligação
no coração
já dizia o nome
em minha memória
uma menina
de repente
não imaginaria aquela voz
serena
diferente dos tempos de menina 
na firmeza das palavras
em um dialeto diferente
ecoou em meus ouvidos
a voz ainda de menina,
e na realidade
transformou sena voz de uma mulher
antes era apenas uma menina
de repente uma mulher
uma mulher dizia
o meu nome
não no microfone
no fone do telefone
ao meu ouvido
sorrisos
de felicidades
encontrei a menina
pequeninha
e conversadeira
era uma menina
hoje
é uma mulher.

(Ivanderlan Siqueira)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ROUBA BANDEIRA