sábado, 10 de fevereiro de 2018

O tempo e a memória

De um lado o sorriso
Do outro a graça,
A flor e o cravo,
O lápis e a borracha,
A folha e as palavras.

A caminhada e os rastros,
A porta e a tramela,
A canção e a melodia,
A história e a escrita,
O tempo e a memória.

A voz e o silêncio,
A gaveta e o pensamento,
A noite e o dia,
Os ponteiros e o relógio,
O amigo e o abraço.

(Ivanderlan Siqueira)

A noite e seus mistérios

No meio da noite
Uma luz que clareia
Toda bela e frágil
Encanta toda madrugada.

Ruas desertas
Um olhar frio
Talvez seja o medo
Ninguém conhece o outro lado.

As vezes parece o dia,
Nítido e brilhante,
Se recua
Vem a noite
E seus mistérios.

E em cada tentativa,
Se descobre
A noite de sonhos,
Desejos e pesadelos,
Olhares firmes,
Na direção de um planeta,
O ser humano.


(Ivanderlan Siqueira)

domingo, 4 de fevereiro de 2018

Um Alzheimer Apaixonado

De poucas lembranças,
E no meio de tantas histórias,
O primeiro beijo,
Aquele abraço.
no esquecimento,
além do sofrimento,
a velha amizade,
a própria identidade,
Versos de amor,
Cartas enviadas,
Uma música pra recordar,
A noite pra se amar.
E neste diário,
Anotado e guardado,
Só o amor pra explicar,
Um Alzheimer apaixonado.
(Ivanderlan Siqueira)